Segurança Patrimonial: o que é?

Pode-se considerar como Segurança Patrimonial o conjunto de práticas e medidas de segurança privada,
capazes de deixar livres de danos, interferências e perturbações o patrimônio – como bens, poderio
econômico, etc. –, de uma organização.

Objetivos da Segurança Patrimonial

Traça-se como objetivo da Segurança Patrimonial proteger todos os interesses de uma organização no que se refere aos recursos financeiros existentes a seu patrimônio físico – como equipamentos, informações, materiais, etc. –, e a seu patrimônio intelectual – como recursos humanos e informações restritas/sensíveis.

Importância da Segurança Patrimonial

Henri Fayol – um dos pais da administração moderna –, já alertava, no ano de 1916, sobre a necessidade de haver sistemas eficientes de segurança nas empresas. Uma das grandes dificuldades dos gestores de segurança de todo o mundo é provar para o empresário (ou dirigente da empresa) sobre a necessidade e importância de investimentos na segurança como forma preventiva.
Podemos dizer que as importâncias da Segurança Patrimonial vão muito além de assegurar os bens de uma empresa, mas também visam controlar os riscos ao patrimônio da organização. Esses riscos podem ser divididos em seis partes, como: Risco de Desconformidade, Riscos Naturais, Riscos Sociais, Riscos Operacionais, Riscos de Crimes contra o Patrimônio e Riscos Institucionais.

Gestão da Segurança Patrimonial

A gestão da segurança pode ser definida como os procedimentos administrativos e operacionais praticados para a execução das atividades com segurança do local e das pessoas ali encontradas; baseia-se no estabelecimento de objetivos e metas de pequeno, médio e longo prazo.